A ORIGEM DO CHIANTI - PARTE 02

27 dezembro, 2021

A ORIGEM DO CHIANTI - PARTE 02

Variações, regras e até uma variedade nova: saiba tudo sobre a história do Chianti.

Créditos: PxHere

Chianti foi a primeira zona vinícola realmente delimitada, quando em 1716 o Grão-Duque Cosimo III de Medici criou o que se acredita ser a primeira legislação que rege a produção de vinho.

A FÓRMULA: Na década de 1870, após uma extensa pesquisa na França e na Alemanha estudando todas as formas possíveis de cultivo de videiras, o Barão Bettino Ricasoli restringiu a fórmula Chianti a três variedades de uvas da Toscana: Sangioveto (Sangiovese) por seus aromas; Canaiolo pela sua doçura para equilibrar a acidez deste; e Malvasia para dar frescura. Em termos de Bordeaux, Canaiolo está para Sangiovese o que Merlot está para Cabernet.

OS SUPER TUSCANS: Super Tuscans e Chiantis são dois tipos de vinho tinto feitos na Toscana. A diferença entre um vinho Super Tuscan e um Chianti é o status DOC, uma designação legal dada aos vinhos que seguem diretrizes rígidas. Para que um vinho seja rotulado como Chianti DOC, ele deve ser feito com pelo menos 80% de uvas sangiovese cultivadas em uma das áreas aprovadas de Chianti que ficam entre as cidades de Florença, Siena e Arezzo.

  • A diferença: Os Super Toscanos não seguem as regras estritas da denominação Chianti e podem ser feitos inteiramente de sangiovese, ou podem incluir ou ser inteiramente feitos de uvas internacionais como Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Syrah . Os Super Tuscans são rotulados como IGT, uma designação que surgiu em 2013 e que indica um nível de qualidade inferior. Isso não significa, no entanto, que os super-toscanos sejam mais baratos do que os Chiantis - muito pelo contrário, mesmo os melhores Chiantis geralmente não atingem os preços altos comandados pelos melhores super-toscanos.

MÉTODOS DE PRODUÇÃO: Seguindo a modernização dos métodos de produção, a mistura de Chianti e Chianti Classico geralmente foi acordada em 75-100% Sangiovese, com um adicional de 10% de Canaiolo sendo acompanhado com qualquer coisa até 20% de qualquer outra uva vermelha aprovada pelo DOCG. Além disso, a partir de 2006, o uso de variedades de uvas brancas foi proibido na produção de clássico em um esforço para distingui-lo do Chianti regular e também para garantir que a mistura mantenha a precisão histórica que o nome indica.

  • O Basic Chianti deve ter um volume mínimo de álcool de 11,5%, com o número aumentando para 12% na variante Clássico.

CHIANTI SUPERIORE: Se você é um apaixonado por Chianti, certamente já ouviu falar dessa bebida. Atualmente, existe uma variante do vinho chamada Chianti Superiore, que é produzida de acordo com um conjunto de regras mais rigorosas do que as variedades produzidas regularmente. Este vinho só pode ser produzido com uvas das áreas vinícolas Chianti aprovadas, mas exclui aquelas que vêm das denominações clássico.

Deu pra sentir um pouco do gosto desta história espetacular do Chianti, não deu? Mas se você ainda quiser mais, não deixe de acessar nossa sessão especial com rótulos exclusivos. Para conferir, basta clicar aqui. E não se esqueça: caso tenha gostado do artigo, compartilhe-o em suas redes sociais.




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

VILA SANTA: A VINÍCOLA DE JOÃO PORTUGAL RAMOS
VILA SANTA: A VINÍCOLA DE JOÃO PORTUGAL RAMOS

20 junho, 2022

Conheça a vinícola de João Portugal Ramos, um dos enólogos mais famosos de Portugal.

Ver artigo completo

UM DOS BERÇOS MAIS IMPORTANTES DO VINHO: CONHEÇA ALENTEJO EM PORTUGAL
UM DOS BERÇOS MAIS IMPORTANTES DO VINHO: CONHEÇA ALENTEJO EM PORTUGAL

20 junho, 2022

As terras de Alentejo, podem ser consideradas como um dos berços da cultura vinícola. É longa e ampla a trajetória deste lugar que viveu momentos turbulentos e incertos, seguidos de eras de otimismo e inovação. A seguir, vamos conhecer um pouco mais sobre esta região e entender sua ligação com o vinho.

Ver artigo completo

JOÃO PORTUGUAL RAMOS: O ENÓLOGO QUE LEVA O NOME E O SABOR DOS VINHOS PORTUGUESES PARA O MUNDO
JOÃO PORTUGUAL RAMOS: O ENÓLOGO QUE LEVA O NOME E O SABOR DOS VINHOS PORTUGUESES PARA O MUNDO

14 junho, 2022

Ver artigo completo