DESCOBRINDO A ESPANHA: UM PASSEIO POR JUMILLA!

28 junho, 2021

DESCOBRINDO A ESPANHA: UM PASSEIO POR JUMILLA!

Créditos: Unsplash

Jumilla está localizada em Murcia, uma pequena região na costa mediterrânea do sudeste da Espanha. A área vitivinícola de Jumilla, que se encontra entre Yecla no norte e Bullas no sul, é considerada a mais importante de Múrcia em termos de quantidade e qualidade. É também a mais antiga da região, fundada em 1966. E com um dos sabores mais famosos e irretocáveis da Espanha, nada mais justo que descobrir um pouco mais sobre as especialidades deste lugar sensacional. 

A ESPECIALIDADE JUMILLA: Jumilla é especializada em vinhos baseados na variedade de uva Monastrell, que representa cerca de 80% das vinhas do lugar. O cultivo pode ser descrito como ideal para as condições climáticas adversas do lugar, e os melhores vinhos demonstram um perfil de sabor variado. Inclui frutas vivas e notas de terra e minerais quando jovem, desenvolvendo-se em aromas complexos de fruta madura, café e especiarias de carvalho com envelhecimento prolongado em barricas.

A ASCENSÃO DE JUMILLA: Desde a década de 1990, quando o potencial da região para produzir vinhos de qualidade veio à tona, Jumilla atraiu muita atenção externa. Produtores de outras regiões espanholas, bem como empresas estrangeiras, instalaram suas vinícolas por lá. Como resultado, o plantio de variedades como Syrah, Cabernet Sauvignon e Merlot tem aumentado constantemente, principalmente para adicionar corpo e caráter aos tintos à base de Monastrell. Esta abordagem de mistura fez maravilhas para o status dos vinhos da região. Hoje, os vinhos de Jumilla são tidos como uma referência entre estilos semelhantes produzidos naquela parte da Espanha.

A PAISAGEM: A paisagem de Jumilla é caracterizada por amplos vales e planícies, interrompidos pelas serras (cordilheiras) que cruzam Murcia entre o mar e a Meseta Central (planalto central) da Espanha. Quente, seco e áspero é a melhor maneira de descrever a zona. Apesar destas condições aparentemente adversas, as vinhas são cultivadas aqui desde os tempos romanos, quando a região tinha uma grande reputação pelos seus vinhos tintos encorpados.

  • Problemas na vizinhança: A indústria do vinho em Jumilla recebeu um grande impulso quando a praga da filoxera atingiu a vizinha França no final do século XIX. Isso resultou no aumento da demanda pelo vinho Jumilla. Apesar de escapar do grande surto, Jumilla foi atingida pela praga em 1989. Isso fez com que os proprietários locais tivessem a chance de se modernizar e se concentrar em vinhos mais leves e elegantes.

O CLIMA: O clima de Jumilla é melhor descrito como árido e continental, mais em linha com as áreas de Castilla-La Mancha a oeste do que quaisquer influências significativas do Mediterrâneo. As temperaturas de verão de 40°C não são incomuns em Jumilla, muito pelo contrário. Isso, junto com a escassez de chuvas, torna a região uma boa área de cultivo de uva.

Quer entender mais à fundo os detalhes de Jumilla e experimentar os sabores desta terra quente inesquecível? Acesse nosso site e confira a sessão especial com rótulos espanhóis que preparamos especialmente para você.




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

A HISTÓRIA DA UVA GARNACHA
A HISTÓRIA DA UVA GARNACHA

16 julho, 2021

A Garnacha é uma uva de vinho tinto cultivada extensivamente na França, Espanha, Austrália e Estados Unidos. É particularmente versátil tanto na vinha como na adega, o que pode explicar porque é uma das uvas mais utilizadas na produção de blends do mundo inteiro. E para saber mais sobre este sabor inconfundível, fomos atrás de conhecer a história desta que é uma das uvas do velho mundo mais utilizada na produção de excelentes vinhos. Confira a seguir, tudo o que descobrimos sobre a Garnacha.

Ver artigo completo

A HISTÓRIA VINÍCOLA DA ESPANHA
A HISTÓRIA VINÍCOLA DA ESPANHA

15 julho, 2021

A Espanha é uma terra de paisagens deslumbrantes, história rica e uma cultura profunda e complexa na qual o vinho há muito desempenha um papel importante. As videiras são cultivadas na Península Ibérica desde pelo menos 3.000 a.c., embora não tenha sido antes de 1.000 a.c. que a vinificação começou a ser feita no país - uma habilidade trazida por comerciantes fenícios do Mediterrâneo oriental. Hoje, a Espanha é o lar de mais vinhas do que qualquer outro país do planeta e tem uma produção nacional de vinho superada apenas pela França e pela Itália.

Ver artigo completo

DESCOBRINDO A ESPANHA: OS VINHOS DE TORO!
DESCOBRINDO A ESPANHA: OS VINHOS DE TORO!

10 julho, 2021

Toro é uma região vinícola de Castela e Leão, no noroeste da Espanha, e está se tornando cada vez mais conhecida por seus vinhos tintos poderosos e encorpados feitos de Tina da Toro (Tempranillo). Em Toro também são feitas pequenas quantidades de vinho branco. Seu nome vem da cidade de Toro, um antigo assentamento a apenas 65 quilômetros a leste da fronteira portuguesa. Toro está localizado no rio Douro, que corta a metade norte da região e por este pedaço encantador e surpreendente da Espanha que iremos passear hoje. Neste artigo, vamos desvendar todos os segredos de Toro para você e conhecer mais sobre esta região tão famosa por seus vinhos.

Ver artigo completo