E os vinhos do Vale do São Francisco?

09 setembro, 2019

E os vinhos do Vale do São Francisco?

Os vinhos do Vale do São Francisco

Como já sabemos, a apreciação de vinhos no Brasil, não é uma tradição, porém este costume vem crescendo ano a ano, em nossos país. Por aqui, o enoturismo tem apresentado números significativos em sua exploração, que se torna cada vez mais comum nas regiões sul e sudeste, mas existe um ponto que ainda é pouco explorado e merece atenção: as vinícolas do nordeste brasileiro.

Em meio à caatinga, com características peculiares e solo único, onde muitos ainda acham impossível nascer algum tipo de vegetação, estão algumas das maiores e melhores vinícolas produtoras de vinho do Brasil, cuja qualidade têm reconhecimento mundial.

Algumas das melhores e mais avançadas vitivinícolas do Brasil estão justamente em uma região onde era inimaginável pensar que seria possível produzir algo no gênero. Mas é do Vale do São Francisco, no Estado de Pernambuco, que saem alguns dos melhores vinhos, espumantes e sucos de uva do país. Hoje, a área produz quase três safras por ano, sendo a segunda na produção de vinhos finos no Brasil, elaborados a partir de uvas europeias.

A safra anual brasileira deste tipo de vinho está em torno de 40 milhões de litros, sendo que 7 milhões são provenientes da região (15% da produção nacional - única região do mundo que produz vinho o ano todo).

O roteiro é encantador, começando pelo Centro Tecnológico da Uva e do Vinho onde se desenvolvem as pesquisas para o aprimoramento da qualidade das videiras, percorrendo, posteriormente, uma trilha de 300 metros que mostra a diversidade da flora e fauna da Caatinga. Em seguida, uma é possível fazer uma visita às vinícolas, para se conhecer todo o processo produtivo – plantação e elaboração do vinho – sendo possível degustar e adquirir o produto direto da fonte. E, por último, ainda é possível fazer um belo passeio de Catamarã pelo rio São Francisco, acompanhado de um delicioso espumante.

Existem operadoras de turismo locais que oferecem pacotes e passeios diários de barco para visitar as vinícolas, com direito a almoços harmonizados e acompanhados com vinho e banho nas águas do rio São Francisco. Se quiser, você ainda pode ir de carro até as fazendas, que ficam cerca de 1 hora das cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA).

As fazendas ali localizadas são: Vinícola Botticelli, em Santa Maria da Boa Vista (PE); as Vinícolas Bianchetti, Mandacaru e Terroir do São Francisco, e a vitivinícola Rio Sol (Santa Maria), em Lagoa Grande (PE); a Vitivinícola Quintas São Braz, em Petrolina (PE); e a vinícola Terra Nova, em Casa Nova (BA).

Entre degustações, aulas didáticas e muito vinho, é possível se encantar com as paisagens deste lugar, que é banhada por um dos afluentes mais lindos do Brasil. O passeio pelas vinícolas do Sertão é um prato cheio para aqueles que buscam conhecimento, novidade e qualidade. Vale a  pena a visita a região. Você pode ficar surpreso com os avanços por lá. 

 

 




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

O SABOR INCONFUNDÍVEL DO MALBEC ARGENTINO
O SABOR INCONFUNDÍVEL DO MALBEC ARGENTINO

27 novembro, 2020

Ver artigo completo

UM PASSEIO POR MENDOZA NA ARGENTINA
UM PASSEIO POR MENDOZA NA ARGENTINA

23 novembro, 2020

Mendoza é uma das maiores regiões vinícolas do mundo. Com mais de 1.500 vinícolas espalhadas pelas três principais regiões vinícolas - Lujan de Cuyo, Valle de Uco e Maipu - amplos espaços abertos com nada além de vinhas, grandiosidade das montanhas e céus azuis, e algumas das melhores arquiteturas vinícolas do mundo, é um local que você realmente não pode deixar de visitar.

Ver artigo completo

CONHEÇA AS 3 REGIÕES VINÍCOLAS MAIS IMPORTANTES DA ARGENTINA
CONHEÇA AS 3 REGIÕES VINÍCOLAS MAIS IMPORTANTES DA ARGENTINA

18 novembro, 2020

Não é só pelo churrasco e pelo tango que nossos Hermanos são famosos mundo à fora. Conheça as 3 regiões vinícolas mais importantes da Argentina.

Além de ser uma vizinha muito charmosa do Brasil, a Argentina é conhecida por seus vinhos, principalmente o Malbec. Assim como o tango, o churrasco e as conversas emocionantes, o vinho está no cerne da identidade cultural argentina. Dividir uma garrafa durante uma refeição faz parte da vida cotidiana. O que tornou o vinho do país famoso em todo o mundo foi o seu terroir.

Ver artigo completo