O que torna os vinhos franceses tão especiais?

10 Outubro, 2019

O que torna os vinhos franceses tão especiais?

O que torna os vinhos franceses tão especiais?

A França é certamente um dos destinos mais lindos do planeta. E não tem como não falar deste lugar, sem pensar em seus vinhos maravilhosos, sem contar que o país é o mais tradicional produtor da bebida do mundo. O vinho está presente no almoço e no jantar dos franceses, ou seja, não existe uma hora especial ou uma ocasião especial para se aproveitar um bom vinho à mesa ou com os amigos.

O surgimento do vinho é incerto. Não existe uma data que marque a origem da bebida, porém, na França, considera-se que o primeiro contato com o vinho se deu pela vinda dos gregos para Marselha, em 600 a.c. quando a bebida começou a ser comercializada com os nativos da região.

A origem dos vinhedos no país, é um presente romano, que disseminou a cultura vitivinícola a medida em que conquistava espaço, como forma de honrar suas tradições. Acredita-se que, no começo, os vinhedos eram inteiramente formados por Bordeaux, mas rapidamente, as videiras se espalharam por diversas regiões do lugar, como a Borgonha.

A França possui uma característica própria de classificar e rotular as garrafas de vinho. Diferentemente dos vinhos produzidos no Novo Mundo e em partes da Europa, os rótulos das garrafas francesas normalmente não identificam o tipo de uva usada na produção daquele vinho. Os franceses, aliás, não valorizam muito o tipo da uva, mas, sim, a região e o produtor.

Ao examinar um rótulo de vinho francês, geralmente, não é possível identificar o tipo da uva, entretanto, franceses  e especialistas saberão, por exemplo, que se o rótulo informar que o vinho foi produzido na região de Bordeaux, certamente será um blend elaborado com as uvas Cabernet Sauvignon e Merlot, e, por outro lado, se for da Borgonha, terá sido produzido com a Pinot Noir.

A “terra prometida dos enófilos”, tem seus vinhos produzidos em regiões específicas e de origem controlada, tornando o país sua melhor referência – justamente pela sua enorme denominação e especialidade. E não é somente de seus diferentes climas e solos que fazem toda diferença na produção: mas também a vasta gama de variedades da uva e sua respectiva alta qualidade. Não é à toa que o vinho na França pode ser comparado com a nossa paixão por futebol. Além do vinho estar incluído na cultura francesa, é motivo de orgulho nacional para os franceses – fazendo com que todo o processo seja feito com amor, o que o torna mais especial ainda.




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

Califórnia: Conhecendo a região vinícola de Lodi
Califórnia: Conhecendo a região vinícola de Lodi

08 Novembro, 2019

Ver artigo completo

Os brancos franceses: A tradição do Chablis
Os brancos franceses: A tradição do Chablis

31 Outubro, 2019

Os brancos franceses: A tradição do Chablis

O Chablis é o vinho branco mais conhecido ao redor do mundo. Seu nome ecoa pela memória e pelo paladar dos apaixonados pela bebida por diversos motivos. Este branco francês é um clássico, imponente e charmoso, seco e delicioso, a parceria perfeita para ostras frescas. Por outro lado, o nome Chablis também se tornou conhecido por ser um dos vinhos que mais inspira enólogos ao redor do mundo. Da Califórnia à Austrália; mesmo no Brasil dos anos 1970 a 1990 era muito comum sacarmos rolhas de brancos insípidos ostentando o nobre nome borgonhês no rótulo.

Ver artigo completo

Os vinhos de Borgonha
Os vinhos de Borgonha

18 Outubro, 2019

Não há como negar que os vinhos de Borgonha são inesquecíveis. Para alguns apreciadores, podem ser considerados até como melhores do mundo. Há centenas de nomes, de denominações e produtores, e descobrir o que há por trás de cada rótulo feito na região, nem sempre é tão óbvio quanto parece, principalmente para alguém que não está acostumado com vinhos borgonheses.

Ver artigo completo