O SEGREDO DA POPULARIDADE VINÍCOLA DE MONTALCINO NA ITÁLIA

11 dezembro, 2021

O SEGREDO DA POPULARIDADE VINÍCOLA DE MONTALCINO NA ITÁLIA

Créditos: Unsplash

A região de Montalcino, na Itália, vem ganhando destaque por seus vinhos especiais, em particular o famoso Brunello.

Montalcino é provavelmente a vila mais famosa do mundo, conhecida principalmente por seus vinhedos de apelacão local e seus grandes Brunellos. Com qualidade estável e sempre com excelência na produção, sua reputação cresceu nas últimas cinquenta décadas a patamares não vistos antes. Uma coleção verdadeiramente maravilhosa de safras é produzida ano após ano. Os críticos também deram seguimento com mais vinhos acima de 95 pontos do que nunca. Sem dúvida, Montalcino é testemunha de uma grande qualidade, a qual tem trazido aumento da demanda e claro preços nos seus vinhos.

A ÁREA DE MONTALCINO: Na parte central da Itália, em direção à costa oeste, fica a Toscana, uma das regiões vinícolas mais famosas da Itália. É aqui também que se encontra a aldeia de Montalcino. A área onde as uvas para Brunello di Montalcino são cultivadas é praticamente quadrada, pois é cercada por rios em todos os lados. O município de Montalcino cobre um total de 24.000 hectares, mas pouco mais de 15% está atualmente coberto com vinhas.

O solo nesta área varia bastante devido às diferentes composições geológicas. Em geral, pode-se dizer que as áreas mais baixas apresentam solo solto e, mais acima nas encostas, há mais pedras e calcários. É um clima mediterrâneo clássico que domina a área, onde a maior parte da chuva cai na primavera e no outono, mas a estação de cultivo em si é bastante seca para as vinhas. Em média, 700 mm de chuva cai por ano, o que é perfeito para as vinhas, o suficiente, mas não muito.

A ORIGEM DE BRUNELLO: O vinho de Montalcino sempre teve uma boa reputação, mas principalmente na área local. O fundador da Brunello foi Clemente Santi, que isolou o clone Brunello como um clone maior e melhor da conhecida uva Sangiovese. Clemente Santi percebeu o potencial da uva e introduziu técnicas de envelhecimento em barricas e vinificação diferentes das dos seus vizinhos. Sua safra de 1865 foi a primeira a ser reconhecida como um verdadeiro Brunello da cidade de Montalcino, ao ganhar uma medalha em uma importante competição agrícola. Por muitos anos depois disso, Montalcino continuou a viver uma vida muito reservada, sem receber muita atenção internacional.

REGRAS: Um Brunello di Montalcino deve envelhecer por um período mínimo de dois anos em barril e só pode ser vendido a partir do dia 1º de janeiro, no quinto ano após a colheita. Um vinho com o rótulo "Riserva" deve envelhecer mais um ano antes do lançamento, mas não necessariamente em barril. Muitos dos melhores produtores escolhem suas melhores gotas e as engarrafam mais tarde do que seu Brunello regular. Em geral, um riserva tem maior potencial de envelhecimento.

  • Versão acessível: É produzida também uma versão mais acessível, como é o caso do Rosso di Montalcino, que pode ser comercializado a partir de 1 de setembro do ano seguinte após a vindima, sem necessidade de envelhecimento em barricas. Muitas vezes, é feito de uvas de vinhas mais jovens. Trata-se de um vinho que se adéqua ao consumo logo que seja lançado mas sem grande potencial de armazenamento.

A região de Montalcino, na Itália, é sem dúvidas uma das grandes apostas para os próximos tempos, para os especialistas em vinhos, e se você quiser experimentar um dos sabores mais autênticos desse lugar, clique aqui e confira a seleção especial que preparamos.




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

VILA SANTA: A VINÍCOLA DE JOÃO PORTUGAL RAMOS
VILA SANTA: A VINÍCOLA DE JOÃO PORTUGAL RAMOS

20 junho, 2022

Conheça a vinícola de João Portugal Ramos, um dos enólogos mais famosos de Portugal.

Ver artigo completo

UM DOS BERÇOS MAIS IMPORTANTES DO VINHO: CONHEÇA ALENTEJO EM PORTUGAL
UM DOS BERÇOS MAIS IMPORTANTES DO VINHO: CONHEÇA ALENTEJO EM PORTUGAL

20 junho, 2022

As terras de Alentejo, podem ser consideradas como um dos berços da cultura vinícola. É longa e ampla a trajetória deste lugar que viveu momentos turbulentos e incertos, seguidos de eras de otimismo e inovação. A seguir, vamos conhecer um pouco mais sobre esta região e entender sua ligação com o vinho.

Ver artigo completo

JOÃO PORTUGUAL RAMOS: O ENÓLOGO QUE LEVA O NOME E O SABOR DOS VINHOS PORTUGUESES PARA O MUNDO
JOÃO PORTUGUAL RAMOS: O ENÓLOGO QUE LEVA O NOME E O SABOR DOS VINHOS PORTUGUESES PARA O MUNDO

14 junho, 2022

Ver artigo completo