Ferrari-Carano - Tresor, Sonoma 2011

*** 93 Wine Advocate
 Vinhos com pedigree, que são servidos nos jantares para chefes de Estado na Casa Branca. Seu chardonnay é um dos vinhos mais vendidos nos grandes restaurantes dos EUA. A Ferrari-Carrano possui quase vinte vinhedos em cinco apelações distintas: Alexander Valley em Sonoma (conhecido por produzir excepcionais cabernet sauvignon, chardonnay e syrah); Anderson Valley em Mendocino (reconhecido pelos pinot noirs); Dry Creek Valley em Sonoma (Pinot Noir, Chardonnay e Sauvignon Blanc); e Carneros entre Napa e Sonoma.
 
 É uma das últimas vinícolas de grande porte que ainda não foi adquirida por um dos conglomerados de marcas. Há duas sedes, uma que produz vinhos tintos em Alexander Valley e outra que produz os brancos em Dry Creek Valley. Esta última se chama Villa dei Fiore e merece uma visita pela beleza de seus jardins e porque todos os seus vinhos, brancos e tintos, estão ali – especialmente alguns difíceis de encontrar no mercado. O staff é amigável, bem treinado, e pronto para entreter o visitante – especialmente os membros SmartBuy Club que recebem tratamento VIP.
 
 Aromas vibrantes e sabores de frutas vermelhas e pretas, chá preto, cedro, terra, baunilha, amora e cassis, combinam num um palato cheio, de taninos redondos. Notas adocicadas de carvalho e chocolate escuro adicionam profundidade. Maciez e equilíbrio deste vinho fazem dele uma deliciosa opção para beber já ou em 15 a 20 anos. Tresor é o blend mais sofisticado dos 5 cortes Bordaleses da vinícola e cujas uvas vem dos melhores vinhedos de Alexander e Dry Creek Valley.
 
Dados Técnicos:
Uvas: 66% Cabernet Sauvignon, 15% Malbec, 8% Cabernet Franc, 7% Petit Verdot e 4% Merlot.
Taxa de Álcool: 14,6%.
Amadurecimento: 60% new French Oak, 40% older French Oak - 18 meses em barril.

Itens relacionados