Vinea Cartuxa Tinto, Alentejo, Portugal 2019

Visa  Master  American Express  paypal  Parcelamento via Paypal
(antes de descontos especiais)

  • 1x de R$ 88,00 BRL
  • 2x de R$ 44,00
  • 3x de R$ 29,33
  • 4x de R$ 22,00
  • 5x de R$ 17,60
  • 6x de R$ 14,66

Bank slip R$ 88,00

PIX R$ 88,00

 3.7 Vivino

O Vinea Cartuxa Tinto traz cor vermelha granada e traz aromas amplos e elegantes. Na boca, notas de geléias e ervas secas com agradável frescor e suavidade. Este vinho da Vinea foi prensado e fermentado em depósitos de aço inoxidável com temperatura controlada, por castas separadas. Todos os processos são realizados por gravidade para garantir a integridade de cada bago e a máxima qualidade.

O resultado, um vinho com equilíbrio e bem agradável! Vai bem com pratos a base de carne ou massa.

 

 

Uvas

Uvas

Aragonez, Trincadeira, Alicante Bouschet e Syrah

País

País

Portugal

Região

Região

Alentejo

Amadurecimento

Amadurecimento

Taxa de Álcool

Taxa de Álcool

13,5%

Temperatura de serviço

Temperatura de serviço

15 a 18°C

Guarda

Guarda

8 anos

SAFRA

SAFRA

2019

 

VINICOLA

A Adega Cartuxa, na Quinta de Valbom, está intimamente ligada à Companhia de Jesus. Em 1580, o padre jesuíta Pedro Silva, reitor da Universidade de Évora, adquiriu a Quinta de Valbom para albergar o corpo docente da universidade. A construção da Casa de Retiros Jesuíta demorou cerca de 10 anos e resultou num edifício com vários alojamentos, cafetaria e capela. Em 1759, com a expulsão da Companhia de Jesus do país pelo Marquês de Pombal, a Quinta de Valbom passou a ser propriedade do Estado e em 1776 foi equipada com um lagar que rapidamente ganhou importância na região. A proximidade do Mosteiro da Cartuxa determinou que passasse a ser conhecido, até hoje, como Adega Cartuxa. Em 1869, o bisavô do fundador da Fundação, José Maria Eugénio de Almeida, adquiriu a Quinta de Valbom. Após a sua morte, seria o seu filho, Carlos Maria Eugénio de Almeida, que se comprometeria com a continuidade e expansão da produção da Casa Agrícola Eugénio de Almeida. Foi sua iniciativa plantar as vinhas que foram a fonte mais antiga dos vinhos da Fundação.