DO CAFÉ ÀS NOVAS VINÍCOLAS DE MINAS GERAIS

25 agosto, 2019

DO CAFÉ ÀS NOVAS VINÍCOLAS DE MINAS GERAIS

DO CAFÉ ÀS NOVAS VINÍCOLAS DE MINAS GERAIS

A maior região produtora de café do mundo começa a se destacar também na indústria do vinho. Utilizando principalmente as uvas syrah, sauvignon blanc, cabernet sauvignon e cabernet franc, Minas Gerais conseguiu abandonar a fama de produzir somente vinhos de mesa e tem surpreendido mais a cada dia com o lançamento de vinhos nobres.

Grande parte do sucesso nasce do êxito da técnica de dupla poda, desenvolvida pelo engenheiro agrônomo Murillo Albuquerque Regina, PhD em vitivinicultura e enologia pela Universidade Bordeaux, na França, que promoveu o toque de midas nas videiras, até então capazes apenas de produzir vinhos populares.

dupla poda altera o ciclo natural da planta, desviando o período de maturação da uva para o inverno. A técnica consiste no primeiro corte dos galhos da videira em setembro, para formação de ramos, e o segundo corte em janeiro ou fevereiro, já para produção. Com o ciclo invertido, temos condições ideais de clima para a produção de uvas maduras e sadias, com dias ensolarados e secos, seguidos de noites frias. Esse é o segredo que permite o surgimento de vinhos finos de qualidade na região de Minas Gerais e em toda região sudeste, já que a técnica se espalhou pelos estados vizinhos.
Vinhos premiados nacional e internacionalmente compõem o currículo desse projeto que foi iniciado em 2000. Minas Gerais, o estado que desde o século 19 produzia uvas que eram utilizadas apenas para consumo in natura e para vinhos populares, atualmente tem se tornado uma referência. Apesar da técnica já ter sido implementada há quase 20 anos, hoje que estamos começando a ver os frutos. O prêmio Decanter World Wine Award 2017, organizado pela revista inglesa Decanter, uma das mais tradicionais publicações sobre vinhos no mundo, é a prova viva disso.

Entre os 27 vinhos brasileiros premiados em Londres, cinco são produzidos com a técnica de dupla poda. Eles foram avaliados junto a outros 17 mil vinhos produzidos em todo o mundo por 219 experts, 65 mestres de vinhos e 20 mestres sommeliers.

É realmente um motivo de orgulho ouvir e seguir as melhorias do mundo do vinho brasileiro!

Algumas vinícolas da região;

Casa Geraldo - Andradas

Vinhos Basso - Andradas

Luiz Porto - Cordislândia

Maria Maria - Três Pontas

Dos Montes - Santana dos Montes

 




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

OS 5 PRINCIPAIS TIPOS DE UVAS NA PRODUÇÃO DE VINHOS EM PASO ROBLES
OS 5 PRINCIPAIS TIPOS DE UVAS NA PRODUÇÃO DE VINHOS EM PASO ROBLES

13 agosto, 2020

Ver artigo completo

Paso Robles
Paso Robles

03 agosto, 2020

As vinícolas de Paso Robles são muito famosas na região onde estão localizadas, no estado da Califórnia. Mesmo com grandes nomes da indústria vinícola, há também pequenos locais de gerência familiar que podem produzir apenas alguns vinhos de suas próprias uvas. A região é mais descontraída, rural e despretensiosa do que outras áreas vinícolas dos Estados Unidos. Neste artigo, iremos aprender um pouco mais sobre Paso Robles e seus encantos.

Ver artigo completo

BAROSSA VALLEY: OS VINHOS DO SUL AUSTRALIANO
BAROSSA VALLEY: OS VINHOS DO SUL AUSTRALIANO

03 agosto, 2020

As vinhas da Austrália cobrem 170 mil hectares em diferentes regiões vinícolas de Nova Gales do Sul, Austrália Meridional, Victoria, Austrália Ocidental, Tasmânia e uma área menor em Queensland. O país foi o 7º maior produtor vinícola em 2015 com cerca de 1.200 milhões de litros de vinho produzido. Hoje faremos uma viagem ao sul do 4º maior exportador de vinhos do mundo e vamos conhecer um pouco mais sobre sua cultura vinícola.

Ver artigo completo