O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O VINHO CHILENO

08 janeiro, 2021

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O VINHO CHILENO

Créditos: Unsplash

Uma história de amor com o vinho que ultrapassa séculos de tradição.

O Chile é país do Novo Mundo, mas sua indústria vinícola não é tão jovem quanto parece. Mesmo com o boom dos vinhos chilenos de qualidade aparecendo nos EUA, nos últimos 40 anos, suas primeiras videiras foram plantadas já em 1500. Os imigrantes europeus trouxeram mais variedades, principalmente de Bordeaux, para o Chile no século XIX. Até a década de 90, a maior parte do vinho do país era consumido por seus residentes. A medida que os vinicultores chilenos começaram a exportar mais vinho, o mundo percebeu a qualidade e o valor da indústria vinícola chilena.

TOPOGRAFIA: O Chile está localizado na costa oeste da América do Sul, mas sua topografia cria algo semelhante a uma pseudo-ilha, isolando seus vinhedos dos elementos. Limitada pelo fresco Oceano Pacífico a oeste e pelos Andes cobertos de neve a leste, pelo Deserto de Atacama ao norte e pelos confins da Patagônia ao sul, o Chile é naturalmente protegido por todos os lados.

SEM PRAGAS: Como resultado dessa proteção, a filoxera, a praga do vinhedo que dizimou a maioria dos vinhedos do mundo nos anos 1800, nunca tocou as vinhas chilenas. Na verdade, o Chile é o único grande país produtor de vinho livre de filoxera. O país abriga, portanto, algumas das vinhas mais antigas do mundo, muitas das quais não enxertadas ou plantadas em seus próprios porta-enxertos até hoje.

ESTUDO E DIVERSIDADE: Muitos vinicultores chilenos conduzem estudos rigorosos do solo para determinar as melhores variedades de uvas para seus vinhedos.

  • Sauvignon Blanc e Chardonnay: Embora muitos associem o ensolarado Chile a um rico vinho tinto, as uvas brancas atraíram bastante atenção na última década. O vale de Limarí, vale de Casablanca e vale de San Antonio, ao norte, e o vale de Leyda, situado no Pacífico, são especializados em uvas Sauvignon Blanc e Chardonnay. Esses Sauvignon Blancs tendem a ser brilhantes, cítricos e frutados, com muita acidez e tons de grama fresca. O Chardonnay chileno, por outro lado, pode ser feito em uma variedade de estilos, mas é tipicamente bem equilibrado, com arredondamento e acidez fresca.

 

  • Cabernet Sauvignon: Para muitos, Cabernet Sauvignon é o rei do Chile. Ocupa terrenos importantes em regiões mais quentes como Vale do Maipo, Vale do Colchagua e Vale do Cachapoal de Rapel e Vale do Aconcágua. Produzido como um vinho varietal ou como componente majoritário de um blend, os Cabernets chilenos tendem a ser ricos e frutados em cereja, com terra, especiarias e potencial para envelhecer por décadas.

 

O GRANDE FUTURO DO VINHO CHILENO: Nas últimas três décadas, a história centenária da vinificação do Chile fez avanços consideráveis. Agora, membros entusiasmados da indústria do vinho estão fundando novas denominações, distinguindo as zonas costeiras e andinas e redescobrindo vinhas velhas e não enxertadas. O Chile é, sem dúvidas, a maior potência do Novo Mundo e tem tudo para ser a maior estrela do vinho mundial, nos próximos anos.

Depois de toda esta trajetória vinícola chilena, que tal experimentar alguns dos melhores rótulos daquele país? Para isso, acesse Clicando Aqui a nossa sessão especial de vinhos do Chile, preparada especialmente para você. E se quiser saber mais detalhes sobre a cultura do vinho chileno, não deixe de conferir nossos outros conteúdos em nosso blog.




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

A HISTÓRIA DA UVA GARNACHA
A HISTÓRIA DA UVA GARNACHA

16 julho, 2021

A Garnacha é uma uva de vinho tinto cultivada extensivamente na França, Espanha, Austrália e Estados Unidos. É particularmente versátil tanto na vinha como na adega, o que pode explicar porque é uma das uvas mais utilizadas na produção de blends do mundo inteiro. E para saber mais sobre este sabor inconfundível, fomos atrás de conhecer a história desta que é uma das uvas do velho mundo mais utilizada na produção de excelentes vinhos. Confira a seguir, tudo o que descobrimos sobre a Garnacha.

Ver artigo completo

A HISTÓRIA VINÍCOLA DA ESPANHA
A HISTÓRIA VINÍCOLA DA ESPANHA

15 julho, 2021

A Espanha é uma terra de paisagens deslumbrantes, história rica e uma cultura profunda e complexa na qual o vinho há muito desempenha um papel importante. As videiras são cultivadas na Península Ibérica desde pelo menos 3.000 a.c., embora não tenha sido antes de 1.000 a.c. que a vinificação começou a ser feita no país - uma habilidade trazida por comerciantes fenícios do Mediterrâneo oriental. Hoje, a Espanha é o lar de mais vinhas do que qualquer outro país do planeta e tem uma produção nacional de vinho superada apenas pela França e pela Itália.

Ver artigo completo

DESCOBRINDO A ESPANHA: OS VINHOS DE TORO!
DESCOBRINDO A ESPANHA: OS VINHOS DE TORO!

10 julho, 2021

Toro é uma região vinícola de Castela e Leão, no noroeste da Espanha, e está se tornando cada vez mais conhecida por seus vinhos tintos poderosos e encorpados feitos de Tina da Toro (Tempranillo). Em Toro também são feitas pequenas quantidades de vinho branco. Seu nome vem da cidade de Toro, um antigo assentamento a apenas 65 quilômetros a leste da fronteira portuguesa. Toro está localizado no rio Douro, que corta a metade norte da região e por este pedaço encantador e surpreendente da Espanha que iremos passear hoje. Neste artigo, vamos desvendar todos os segredos de Toro para você e conhecer mais sobre esta região tão famosa por seus vinhos.

Ver artigo completo