SAIBA MAIS SOBRE A UVA BARBERA

13 abril, 2021

SAIBA MAIS SOBRE A UVA BARBERA

Créditos: Freepik

Um guia para a história, características e combinações para a uva italiana para vinho Barbera.

Por um preço justo e muito fácil de se encontrar na Europa, o Barbera é produzido das mesmas colinas que fazem alguns dos melhores vinhos da Itália. Os vinhos Barbera são vinhos tintos suculentos e de corpo leve que podem ser considerados como a resposta italiana ao francês Beaujolais. O Barbera é um vinho tradicional e robusto de um povo que está passando por um renascimento com mais exemplares bem feitos chegando ao mercado.

O QUE É BARBERA: Barbera (às vezes chamada de “barbara”) é uma variedade de uva de vinho tinto amplamente plantada no norte da Itália. No início do século XX, era a terceira uva vermelha mais plantada na Itália, mas sua área plantada está diminuindo, à medida que quantidades menores de vinhos de maior qualidade estão sendo produzidas atualmente.

A HISTÓRIA: Tradicionalmente, a Barbera era usada para fazer vinhos do dia-a-dia baratos e fáceis de beber, que eram engarrafados e vendidos na Itália, mas raramente considerados especiais o suficiente para serem exportados para outro lugar na Europa ou no mundo. Antigamente, a Barbera era misturada com uvas vermelhas mais tânicas do sul da Itália em vinhos a granel, o que significava que os consumidores não tinham uma boa ideia do sabor da Barbera sozinha.

Em meados da década de 1970, Michele Chiarlo em Asti foi um dos primeiros produtores a tentar elevar a Barbera de uma uva à granel a uma variedade digna de consideração. Barbera tem uma acidez naturalmente alta, então Chiarlo usava a fermentação em seus vinhos, uma técnica que transforma o ácido málico em ácido lático mais macio. Este processo é padrão em vinhos tintos premium, mas não tinha sido usado em Barbera no passado. Em vez de misturar a Barbera com outras uvas, Chiarlo produziu Barbera como um vinho varietal, o que aumentou seu reconhecimento e popularidade.

OS VINHOS COM A UVA BARBERA: A Barbera é geralmente transformada em vinhos tintos secos. Para o italiano Vino da Tavola (que significa “vinho de mesa”), a Barbera é ainda misturada com uvas mais tânicas do sul da Itália para fazer vinho barato a granel. A maioria dos consumidores de Barbera vê nas prateleiras, entretanto, um vinho varietal de Barbera, às vezes misturado com uma pequena porcentagem das uvas francesas Cabernet Sauvignon ou Merlot.

  • Barbera d'Asti e d’Alba: Barbera d'Asti, um vinho da cidade de Asti, e Barbera d'Alba da cidade de Alba e arredores nas colinas do Piemonte, são os vinhos Barbera mais famosos e deliciosos da Itália. Asti é considerado um pouco mais delicado e feminino, enquanto os Barbera d’Alba devem ser envelhecidos um pouco mais para amadurecer sua acidez. A designação “superiore”, por exemplo em Barbera d'Asti Superiore, indica pelo menos 12 meses de envelhecimento antes do lançamento.

 

  • Espumante: a oeste do Piemonte, a região vinícola de Emilia-Romagna é o lar de uma versão espumante única de Barbera que é semelhante ao Lambrusco. É produzido em quantidades muito pequenas e é raro encontrá-lo fora da Itália.

 

Este mês de Abril, os membros do SmartBuy Wine Club podem provara a uva Barbera em suas seleções. E você?  Acesse nosso site e confira.

 

 




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

Passeando por Bordeaux - Um dos berços dos vinhos de corte
Passeando por Bordeaux - Um dos berços dos vinhos de corte

18 outubro, 2021

Passeios personalizados, vinhos e restaurantes que você deve conhecer em Bordeaux de acordo com o seu estilo de vida.

Ver artigo completo

UM BRINDE À MISTURA: CONHEÇA OS PRINCIPAIS BLENDS DA FRANÇA
UM BRINDE À MISTURA: CONHEÇA OS PRINCIPAIS BLENDS DA FRANÇA

05 outubro, 2021

Os blends franceses são mais comuns e saborosos do que se imagina: confira alguns destes sabores no artigo a seguir.

Ver artigo completo

Vinhos de Corte - arte dos blends
Vinhos de Corte - arte dos blends

04 outubro, 2021

Os blends de vinho oferecem mais complexidade do que os vinhos de uma única variedade. Na verdade, alguns dos melhores vinhos do mundo são feitos de uma mistura de uvas, em vez de serem produzido com apenas uma única espécie. Ao misturar variedades, os produtores de vinho podem mudar as qualidades de um vinho e torna-lo melhor ou não tão bom assim.

Ver artigo completo