A região do Alentejo

06 junho, 2019

A região do Alentejo

 

Região Alentejo

Responsável por 50% de todo vinho produzido em Portugal, a região de Alentejo possui 500 mil habitantes e é incrivelmente linda. Com 2 cidades classificadas pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade (Évora e Elvas) e inúmeros pontos históricos e culturais, pode ser o roteiro ideal para os amantes de vinhos e bons passeios.

Recheada de vinícolas, castelos medievais, campos de girassóis, rebanhos de ovelhas e muita comida boa, a região de Alentejo pode ser uma ótima opção para você que planeja conhecer Portugal em sua essência.

Se você irá para a região, evite o período de inverno, pois você não conhecerá o máximo potencial de beleza do local. Os meses mais floridos são abril, maio e junho. Julho e agosto são os meses mais verdes e quentes. Setembro é época para vindima, possuindo muitas programações especiais nas vinícolas.

Os vinhos alentejanos possuem características distintas e únicas devido a variedade de solos (graníticos, calcários, mediterrânicos ou xistosos), a grande exposição solar por um longo tempo e seu conjunto de castas selecionadas. Os vinhos brancos são aromáticos, harmoniosos e frescos. Os tintos são mais intensos, encorpados e macios.

Se você chegou até aqui e já está começando a pensar em Alentejo como um possível roteiro, separamos 4 vinícolas que na verdade são um passeio completo cultural e histórico para você enriquecer sua experiência!

Cortes de Cima

Muito conhecida pelo Concerto de Verão, que acontece entre o fim de maio e início de junho, a vinícola já recebeu músicos e interpretes da Royal Copenhagen Opera, Fynske Opera e cada ano possui uma nova surpresa. Algumas vezes os músicos se apresentam em meio aos vinhedos e é realmente proporcionado uma experiencia única. Além de música erudita, ocorre degustação de todos os vinhos e um jantar. Tirando esse evento, em dias normais a vinícola também realiza degustações e tours.

Herdade do Mouchão

Ao entrar na vinícola você se sente transportado para o século passado. Ali é tudo tradicionalmente mantido desde 1901, fazendo com que realmente você se sinta em um túnel do tempo. A vinícola é um dos maiores símbolos da vitivinicultura alentejana. Com nove lagares de pedra, caves revestidas de grossas paredes que guardam tonéis de até 5.500 litros, o lugar faz a visita valer a pena. Só não esqueça que é necessário agendamento prévio.

Dona Maria (Quinta do Carmo)

Um palacete típico do século 18, revestido de mármore e azulejos. Além de vinícola, possui um jardim e até uma capela datada de 1752. Especula-se que o palácio foi um presente do rei Dom João para sua amante, a cortesã Dona Maria. Durante a visita, toda história é contada! Esse é realmente um passeio imperdível que une perfeitamente vinhos maravilhosos e muita bagagem cultural. É necessário agendamento prévio e além da degustação também é possível almoçar no local.

Herdade do Esporão

Além de vinícola, ali também se produz azeite. O local possui um conjunto de construções históricas, formado pela Torre do Esporão (estampada nos rótulos dos vinhos que produz), a Capela de Nossa Senhora dos Remédios e um museu arqueológico. Você pode visitar esses pontos históricos, fazer um tour guiado à adega e à cave, degustar os vinhos ali produzidos, almoçar no restaurante Esporão ou até fazer um piquenique em meio ao vinhedo! Realmente uma experiencia personalizada e única!

Esperamos que vocês tenham gostado das nossas dicas de hoje! E enquanto você ainda não está em Portugal, que tal se deliciar com os melhores vinhos portugueses que temos em nosso site? Corre lá para não passar vontade!

 ps: credito da foto para portugalcycling.com

 

 

 

 




Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.


Ver artigo completo

A HISTÓRIA DA VINÍCOLA CASTORO CELLARS: UM DIAMANTE DE PASO ROBLES
A HISTÓRIA DA VINÍCOLA CASTORO CELLARS: UM DIAMANTE DE PASO ROBLES

17 janeiro, 2022

Como quem segue a história do vinho sabe, empresários do vinho são homens e mulheres apaixonados pela bebida, agricultores ou ex-empresários bem sucedidos em outras áreas que resolvem se aventurar pelo mundo dos vinhos por pura paixão e busca de novos desafios.

Niels e Bimmer Udsen não são exceção. Após se cansarem da vida corporativa, resolveram apostar em algo que realmente eram apaixonados quando fundaram sua pequena vinícola em 1983. “Fomos a décima terceira vinícola em Paso Robles”, diz Niels. “Nunca pensei que haveria mais de 300 vinícolas aqui.” Os dois são os fundadores da Castoro Cellars, uma vinícola familiar muito apreciada na região de Paso Robles.

Ver artigo completo

O IMPACTO DA “LEI DE PROIBIÇÃO” NOS ESTADOS UNIDOS
O IMPACTO DA “LEI DE PROIBIÇÃO” NOS ESTADOS UNIDOS

17 janeiro, 2022

Como as leis de proibição tornaram a produção vinícola difícil nos Estados Unidos.

Todos temos a sorte de viver em uma época em que o vinho está a apenas um clique de distância, mas compreender os eventos históricos que influenciaram a cultura do vinho nos Estados Unidos pode nos dar uma visão e apreciação adicionais. Neste texto, vamos analisar o efeito que a proibição dos EUA teve sobre o vinho e o que isso significa atualmente na produção vinícola daquele país. Confira.

Ver artigo completo

A História de Paso Robles
A História de Paso Robles

12 janeiro, 2022

A história que remonta o passado de Paso Robles e faz desta uma das regiões vinícolas mais importantes do país.

Os visitantes da Costa Central muitas vezes procuram a região de Paso Robles para provar das safras de mais de 200 vinícolas espalhadas pelo local, mas é preciso saber aonde ir, uma vez que esta área é um tanto quanto mais “reservada” por assim dizer, e não possui tantos locais de degustação, quanto em outros lugares da Califórnia.

Ver artigo completo